Linguagem e amor

É incorreto chamar Deus de “você”?

A resposta a esta questão foi iniciada em um post anterior. Afirmei que no Brasil, décadas atrás, filhos se dirigiam a pais, tios e avós utilizando o pronome de tratamento “senhor”. Hoje ainda se exige tratamento formal em algumas instâncias da vida civil e comercial, mas os filhos interagem com os pais dizendo “você”.

Na igreja se misturam formalidade e informalidade. Há um aspecto formal da igreja e há uma igreja informal. Em determinado ...

Ler mais →
Filosofia de ministério

Filosofia de ministério

Na época de minha primeira graduação em Teologia, um professor pediu que escrevêssemos uma filosofia de ministério. Encontrei e li o arquivo, entre risadas e o assombro de Deus chamar um menino tão imaturo. Hoje, se eu escrevesse uma filosofia, ela seria mais ou menos assim.

Sou chamado por Deus para pastorear pessoas. Acompanhá-las em suas caminhadas de fé. Auxiliá-las em suas lutas e estar junto. Eis a essência da tarefa pastoral.

Durante algum tempo, me vi como responsável por apontar ...

Ler mais →
Ética para o intersexo

Uma ética para o intersexo

Como vimos no post anterior, a medicina aponta para a existência de diferentes modalidades sexuais, além de masculino e feminino. Há pessoas “herm”, com formações de testículos e de ovários ao mesmo tempo, “ferm”, com preponderância genética feminina (ovários) e alguma expressão da genitália masculina e “merm”, preponderantemente masculinos, mas com algo da genitália feminina.

Tais indivíduos são tratados pelos médicos como pacientes. A medicina entende que a vivência social e psicológica exige uma definição sexual masculina ou feminina ...

Ler mais →
Intersexo

O dilema do intersexo

Na edição 185 da revista SUPERINTERESSANTE, um artigo fala do intersexo, o estabelecimento genético de múltiplos padrões sexuais. Estudos de especialistas definem a existência de pelo menos cinco sexos: Masculino, feminino, “herm” (pessoas com formações de testículos e de ovários ao mesmo tempo), “ferm” (pessoas com ovários e alguma expressão da genitália masculina) e o “merm” (indivíduos com testículos e algo da genitália feminina).

Os portadores de intersexo são um em cada 1,5 mil, o que significa que há tantas ...

Ler mais →

Pronomes de tratamento na cultura e na igreja

É certo tratar Deus como “você”? O Dicionário Aurélio nos informa que, “em certas partes de Portugal”, o pronome de tratamento “você” “ainda indica respeito, prendendo-se, semanticamente, ao Vossa Mercê”, mas não parece ser este o caso do Brasil. Aqui, até meados do século 20, era virtualmente impensável um filho dirigir-se a seu pai chamando-o de “você”. O tratamento respeitoso de um filho ao pai, de um sobrinho ao tio, ou de um neto ao avô exigia o uso ...

Ler mais →

Protegido: e-Book HumaniDiversidades

O e-Book HumaniDiversidades é o projeto final da disciplina Humanidades Digitais, do programa de Mestrado em Educação, Artes e História da Cultura, da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

O arquivo de 95 MB, em formato ePub, pode ser baixado no link a seguir.

DAVINO, Glaucia. (Org.). HumaniDiversidades. Projeto de Humanidades Digitais. São Paulo: [Informar Editora], 2017. Arquivo provisório, de 14/11/2017.

As sugestões de todos os colegas são importantes para que fechemos o arquivo final.

Ler mais →
Nerve

13 Reasons Why, Baleia Azul e o mal-estar adolescente

Se você é pai de adolescente, provavelmente ouviu falar, nas últimas semanas, sobre 13 Reasons Why e a Baleia Azul. 13 Reasons Why, uma série da Netflix, relata a história de uma adolescente que se suicida após sofrer abusos em uma escola norte-americana. A baleia azul é um game app que, segundo dizem, pode conduzir seus participantes ao suicídio. Especialmente este jogo me fez lembrar de outro filme (Nerve), lançado em 2016, sobre Vee, uma jovem que é atraída ...

Ler mais →
Confessionalidade

Confessionalidade na cultura da diversidade

Como ser cristão confessional na cultura da diversidade?

Neste texto, “confessional” significa apegado às confissões doutrinais e, por conseguinte, éticas do Cristianismo que deflui da Reforma Protestante do século 16. Os cristãos reformados abraçam os credos ecumênicos (apostólico, niceno-constantinopolitano e atanasiano), a Confissão de Fé e os Catecismos de Westminster, a Primeira e Segunda Confissões Helvéticas, o Catecismo Belga, o Catecismo de Heidelberg e, mais recente, a Declaração de Cambridge. Incluo também, como “confessionais”, os que abraçam o novo calvinismo holandês ...

Ler mais →
O valor e os limites da ortodoxia

O valor e os limites da ortodoxia

Apostila em PDF (308 KB)

O coordenador de um curso de Teologia solicitou aos professores que alterassem o modo como eles escreviam os programas de suas disciplinas. A partir daquele momento, ao listar referências bibliográficas, os professores deviam informar aos seus alunos quais livros ou fontes eram “ortodoxas”. Os livros ou fontes que não eram ortodoxas deviam ser listados sob o título Leituras Heterodoxas. Alguns professores protestaram contra a medida. Um deles afirmou que não ...

Ler mais →
Profeta

Profetas: Os pontos de vista católico-romano, evangélico e reformado sobre revelação

Apostila em PDF (1.3 MB)

Ximenes não compreendia a razão que levava seu amigo Roberval a crer na doutrina da ascensão de Maria. Ele procurara no Novo Testamento uma menção a esse assunto, mas não encontrou. Roberval, um católico-romano bem
informado, explicou a Ximenes que a doutrina não se encontrava na Bíblia. A Igreja Católica Apostólica Romana (ICAR), promulgou tal ensino a partir de sua “Sagrada Tradição”.[1]

Neste estudo ...

Ler mais →
Liderança pastoral 2018

A subestimação e a superestimação do pastor

Escrevi isso na manhã do dia 10/11/2016. Parece útil para o momento. Há dois erros comuns em nosso modo de enxergar o trabalho de um pastor efetivo ou titular (que os norte-americanos intitulam senior pastor), mas o que direi se aplica também, guardadas as devidas proporções, aos pastores auxiliares. O primeiro erro é subestimar o ministério; o segundo é superestimá-lo.

Pensemos na subestimação.

Deus mesmo estabelece o ministério para honra dele e para encaminhamento de seu decreto providencial. Deus tem coisas ...

Ler mais →
O que é liderança cristã

O que é liderança cristã?

A Bíblia não nos fornece um conceito de liderança. A literatura atual sobre liderança revela duas vertentes. Uma delas afirma que “uma definição explícita [de liderança] não é necessária”.[1] Outra reúne dezenas de autores, cada um sugerindo seu próprio significado. Um autor respeitado sugere, por exemplo, que liderança é o “processo pelo qual um indivíduo influencia um grupo de indivíduos a atingirem um objetivo comum”.[2]. ...

Ler mais →
Página 1 de 8 12345...»