Pastorais

A sombra refrescante da providência

Há tempos em que tudo se encaixa e tempos do caos. Tem sido assim nos últimos 40 dias. Constato a completa impossibilidade de finalizar algumas coisas neste ano, pelo menos como eu queria realizá-las. Frustração, senso de inadequação e ambiente propício ao desalento. Tudo iria muito mal se não fosse a providência.

Deus cuida de mim. Ele “escreve certo por [minhas] linhas tortas”. Formulo planos, mas “a resposta certa dos lábios vem do Senhor” (Pv 16.1). Tenho algumas opções: Orgulho ...

Ler mais →
0

Bodelhas perdidas

É preciso salientar que o Senhor Jesus qualificou as ovelhas: “As minhas ovelhas ouvem a minha voz, eu as conheço, e elas me seguem” (Jo 10.27). Em suma, ovelhas sabem ouvir e seguir. O rebanho de Cristo é composto de indivíduos que escutam a fala de Jesus, entram em relação pactual com ele (esse é o sentido bíblico do verbo “conhecer”) e o seguem. Vejamos ainda Provérbios 4.18: “Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que ...

Ler mais →
0

O fácil e o certo

Nem sempre, porém, o certo é o mais fácil. No que diz respeito às coisas espirituais, parece que o padrão é o oposto: Fazer o certo é difícil, errar é muito fácil.

Não é difícil pecar. Enquanto a prática da virtude assemelha-se a uma escalada íngreme, pecar é como escorregar em um tobogã, dá um friozinho na barriga no início, mas depois a gente desce às gargalhadas. O problema é que, no final das contas, caímos em terrível lamaçal. É mais ...

Ler mais →
2

O que é mais importante saber

[dropcap]O[/dropcap] que é mais importante saber? Aonde vamos ou com quem vamos? É claro que a questão do destino — saber pra onde se caminha — é importante. Muitos já fizeram uma viagem ou visita e entendem a importância de um endereço. A gente se sente mais seguro sabendo para onde vai.

Isso tem valor administrativo; ter um plano, traçar metas, caminhar à luz de um futuro previsível. E também, no âmbito espiritual, prosseguir para um “alvo” ou “prêmio” (Fp 3.14). Diante ...

Ler mais →
0

Abaixo João Calvino!

Estou para ver um personagem que cause tanta controvérsia quanto João Calvino. O ministro da igreja de Genebra e líder da Reforma Protestante do século 16 é descrito por uns como um estadista capaz, administrador eficiente, líder eficaz, doutrinador fiel, pastor cuidadoso e teólogo excelente. Outros porém, o consideram um déspota, inimigo da liberdade, divisor da igreja, assassino frio e mentor do capitalismo selvagem. Enquanto há quem o admire profundamente, outros o odeiam, mesmo após meio milênio de sua ...

Ler mais →
2

Frio, gripe e graça

Sinceramente, eu não gosto do período mais frio do ano. É o momento em que eu gostaria de morar em outra cidade — de preferência litorânea, com muito sol e umidade. Índio gosta de calor e muito verde e eu não sou exceção.

Em meu primeiro ano de ministério, assustei-me quando, ao chegar nos meses de junho a agosto, a frequência aos cultos caiu visivelmente. Compartilhei minha preocupação com um colega mais experiente que me tranquilizou, falando do esvaziamento sazonal ...

Ler mais →
0

Instabilidade

Idas e vindas, subidas e descidas. Rompantes de exultação e momentos de grande tristeza. Projetos assumidos e depois abandonados. Compromissos feitos e responsabilidades deixadas de lado. Esses são apenas alguns traços marcantes da existência de quem convive com a instabilidade. Tais pessoas são como lutadores que nunca chegam ao fim do combate, como navios que nunca atracam no porto de destino. Iniciam tudo, mas não terminam nada. Assumem florestas, mas não conseguem cuidar sequer de uma pequena flor. Sua ...

Ler mais →
0
Página 1 de 2 12