Liderança Visionária

A falácia da liderança visionária [atualizado]

O líder cristão é um visionário — um criador e articulador de visão. Ele é capacitado para formatar e comunicar uma visão com clareza. Ele sabe como motivar os crentes a assumir uma visão rumo a um alvo bíblico e desejável.

Esse é um paradigma difundido na literatura e em congressos cristãos. No contexto episcopal isso é acolhido quase que sem questionamento. O problema é abraçar e tentar implementar essa ideia no contexto de uma liderança bíblica conciliar.

Se a igreja ...

Ler mais →
Trabalho Pastoral

O trabalho pastoral

Quem é o pastor, quais são as suas atribuições e como a resposta a estas perguntas auxilia no atendimento das necessidades reais de uma igreja local? Neste estudo eu tento responder a estas questões a partir das Escrituras, da teologia e da história.

Dados teológicos

Charles Spurgeon disse: “Os ministros são para as igrejas, e não as igrejas para os ministros”.[1] A partir desta afirmação, proponho que a formulação de uma teologia de ministério ...

Ler mais →
Congresso Regional 2017

Como preparar estudos bíblicos a partir de livros [2017]

Esta oficina focaliza em como preparar estudos bíblicos a partir de livros. Analisa alguns paralelos e diferenças entre a preparação de um estudo a partir de uma revista para a Escola Dominical ou grupos pequenos e de um livro cristão. Sugere uma filosofia e método de trabalho para elaboração de aulas interessantes, biblicamente consistentes e transformadoras.

1. Pressupostos desta oficina

Iniciamos admitindo três pressupostos.

1.1. Perseguimos a velha (e boa) meta da educação cristã

A meta final do ensino cristão é ...

Ler mais →
O Uso do Véu em 1Coríntios 11

Véu e autoridade em 1Coríntios 11

O envelope bonito chamou a atenção de Viviane — um convite para o evento de consagração de sua amiga de faculdade ao pastorado. Viviane, que era membro de uma igreja que não ordenava pastoras, foi tirar dúvidas com seu pastor: Afinal de contas por que algumas igrejas permitiam pastoras e outras não?

Mesmo com as explicações do reverendo Petrus, sobre as posições a favor ou contra o presbiterato feminino, Viviane ainda abrigava em seu coração muitas inquietações. Ela queria entender ...

Ler mais →
Sex shop

Sobre um cristão montar uma sex shop

Este texto nasceu em um grupo de estudos bíblicos no WhatsApp. Alguém perguntou se seria lícito a um cristão abrir uma sex shop. Ademais, foi questionado se seria pecado um casal cristão “apimentar” a vida sexual com produtos eróticos. Lendo as postagens eu fui também informado de que existem sex shop evangélicas. Daí resolvi escrever um pouco e, ao fim da publicação, alguns irmãos me pediram para compartilhar o texto em meu blog.

O casal de Cântico dos Cânticos

O problema ...

Ler mais →
O homem mau

A luta contra os homens maus

O cristianismo vigoroso da Bíblia, da luta espiritual, tem sido substituído por uma versão afeminada de cristianismo, o cristianismo pacifista que, no fim das contas, não é cristianismo porque não é cristão.

Este falso cristianismo continua, a seu modo, pregando contra o mal, enquanto considera falta de amor e anticristão combater o homem mau. Anuncia a paz como suprema, ao passo que só a glória de Deus é suprema, e esta, em determinados “tempos”, exige guerra (Gn 3.15; Ec 3.8; ...

Ler mais →
Jesus, amizade e natureza

Jesus, amizade e natureza

Jesus Cristo nos fornece o maior exemplo de valorização dos seres humanos e da natureza. Apesar de negar o pecado e reafirmar a eternidade das coisas espirituais, ele disse “sim” às pessoas e ao mundo criado por Deus. Ele cultivou amizades e encontrou as marcas da providência de Deus nas coisas belas.

Os Evangelhos citam seu relacionamento especial com Pedro, Tiago e João. Ele estabeleceu contatos profundos e abriu-se para compartilhar seus momentos de glória (transfiguração) e de tristeza (o ...

Ler mais →
Jesus nas bodas de Caná, por Veronese

A santidade de Cristo

Deus é santo e sua santidade é o padrão para os cristãos: “Segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento, porque escrito está: Sede santos, porque eu sou santo” (1Pe 1.15-16; cf. Is 6.3).

A maior manifestação da perfeição divina é encontrada em Cristo (Jo 1.1, 14). Ele é o “homem perfeito”, aquele que foi tentado, mas permaneceu “sem pecado”; o exemplo que devemos imitar para que agrademos ao Pai (Hb ...

Ler mais →
O que é um santo

O que é um santo

O que é um santo? Esta pergunta pode ser respondida de várias maneiras, dependendo da base religiosa de quem responde. Uns entendem que santo é aquele que ultrapassa os limites da humanidade, alcançando um nível de relacionamento com Deus mais profundo do que os crentes comuns. Tais pessoas recebem uma “graça especial” e se tornam até milagreiros (em certos casos). Por isso são “canonizados” e tornados objetos de veneração. Perfeitos. Ideais. Distantes dos padrões humanos comuns. Mediadores e dignos de ...

Ler mais →
Espiritualidade realista

Uma espiritualidade realista

A espiritualidade autêntica repousa na graça de Deus. Não temos como negar a nossa humanidade. Analisando a Escritura, observamos os homens vivendo como homens. Santos nada mais são do que homens “separados” por Deus. Continuam pertencentes à raça de Adão, com todas as suas fraquezas, limitações e angústias. Crentes são de carne e osso. Sentem fome e sede. Sonham e se entristecem, alegram-se e choram.

“Graça” é o favor imerecido que concentra o que somos e fazemos — coisas boas e ...

Ler mais →
Partir ou ficar

A pedra e o limo

Ir embora ou ficar? Bater asas ou criar raízes? Certamente, tudo depende da providência de Deus. No entanto, é sábio ouvir os sábios. Nesse sentido, fui agraciado com a leitura da crítica que, em Hereges, G.K. Chesterton faz ao poeta e escritor Joseph Rudyard Kipling (1865 – 1936).

Para Chesterton, “a grande lacuna” no intelecto de Kipling é sua “falta de patriotismo”, ou seja, a ausência da “faculdade de aderir, trágica ou derradeiramente, a alguma causa ou comunidade”. Kipling “é ...

Ler mais →
Natal: Festa Pagã?

O Natal é uma festa pagã?

Junte-se a isso a exploração comercial: Presentear, comprar, comer pernil, chester e peru e receber (e gastar) o 13º salário. Jesus Cristo, nascido em um estábulo de Belém? Não há tempo para lembrar-se dele! Basta o comércio alimentado por uma ideia difusa de fraternidade. Tudo bem que se pense em Papai Noel e seus duendes, distribuindo pacotes pelas chaminés, cruzando os céus com seu trenó puxado por renas voadoras. A “velha história” do evangelho não parece empolgante ao homem contemporâneo, ...

Ler mais →
Página 2 de 8 12345...»