Filosofia de ministério

Filosofia de ministério

Na época de minha primeira graduação em Teologia, um professor pediu que escrevêssemos uma filosofia de ministério. Encontrei e li o arquivo, entre risadas e o assombro de Deus chamar um menino tão imaturo. Hoje, se eu escrevesse uma filosofia, ela seria mais ou menos assim.

Sou chamado por Deus para pastorear pessoas. Acompanhá-las em suas caminhadas de fé. Auxiliá-las em suas lutas e estar junto. Eis a essência da tarefa pastoral.

Durante algum tempo, me vi como responsável por apontar ...

Ler mais →
Nerve

13 Reasons Why, Baleia Azul e o mal-estar adolescente

Se você é pai de adolescente, provavelmente ouviu falar, nas últimas semanas, sobre 13 Reasons Why e a Baleia Azul. 13 Reasons Why, uma série da Netflix, relata a história de uma adolescente que se suicida após sofrer abusos em uma escola norte-americana. A baleia azul é um game app que, segundo dizem, pode conduzir seus participantes ao suicídio. Especialmente este jogo me fez lembrar de outro filme (Nerve), lançado em 2016, sobre Vee, uma jovem que é atraída ...

Ler mais →
Liderança pastoral 2018

A subestimação e a superestimação do pastor

Escrevi isso na manhã do dia 10/11/2016. Parece útil para o momento. Há dois erros comuns em nosso modo de enxergar o trabalho de um pastor efetivo ou titular (que os norte-americanos intitulam senior pastor), mas o que direi se aplica também, guardadas as devidas proporções, aos pastores auxiliares. O primeiro erro é subestimar o ministério; o segundo é superestimá-lo.

Pensemos na subestimação.

Deus mesmo estabelece o ministério para honra dele e para encaminhamento de seu decreto providencial. Deus tem coisas ...

Ler mais →
Trabalho Pastoral

O trabalho pastoral

Quem é o pastor, quais são as suas atribuições e como a resposta a estas perguntas auxilia no atendimento das necessidades reais de uma igreja local? Neste estudo eu tento responder a estas questões a partir das Escrituras, da teologia e da história.

Dados teológicos

Charles Spurgeon disse: “Os ministros são para as igrejas, e não as igrejas para os ministros”.[1] A partir desta afirmação, proponho que a formulação de uma teologia de ministério ...

Ler mais →
Liderança no presbiterianismo

Liderança no presbiterianismo

Um leitor comentou meu post Sobre Incompetência Pastoral, encaminhando as seguintes perguntas:

  1. Qual é a base bíblica para diferenciar presbítero e pastor?
  2. E qual é a base bíblica para dizer que há um líder específico da equipe dos presbíteros?

Comecei a responder e o texto foi ficando longo. Daí decidir publicar este novo post.

Os líderes da igreja

Oficiais

Concílios

Presbíteros docentes

Presbíteros regentes

Junta diaconal (diáconos)

Ler mais →
Sobre Incompetência Pastoral

Sobre incompetência pastoral

Primeiro existe a questão da vocação, do chamado específico. Nenhum pastor autêntico escolhe o pastorado. O ministro da Palavra não é um voluntário precipitado, mas alguém que recebe uma ordem superior, que lhe domina o coração, que dirige as circunstâncias externas e que o orienta de forma absoluta ao serviço cristão em tempo integral. Deus não aprova profetas autodesignados (Jr 23.21). Nesse sentido, um pastor é diferente de um engenheiro ou de um médico. Estes escolhem suas profissões — alguns ...

Ler mais →
Liderança desconfortável

Liderança desconfortável

[dropcap]C[/dropcap]omo Deus encaminha mudanças bíblicas necessárias na história? Ele usa uma liderança desconfortável para demolir obstáculos e o sofisma dos clichês paralisantes.

Líderes que conduzem mudanças bíblicas e necessárias enfrentam oposição e, não raramente, sofrem um bocado. Nesses termos, eles são ordinariamente angustiados. Como Paulo, eles podem exclamar: “meus filhos, por quem, de novo, sofro as dores de parto, até ser Cristo formado em vós” (Gl 4.19). Eles amam ao Senhor e sua igreja, choram e doam suas vidas com a ...

Ler mais →

Liderança, fé, saúde e crescimento [atualizado]

Participei há alguns anos de uma reunião em que foram levantados problemas de igrejas e federações presbiteriais. Ações importantes não tinham sido realizadas por algumas sociedades internas, secretarias de causas e diretorias federativas. A maior parte da manhã foi ocupada com a tentativa de descobrir os culpados pelo ocorrido. Além disso, foram propostas soluções para cada dificuldade.

A intenção dos participantes era aperfeiçoamento o desempenho eclesiástico. O modo de tratamento do assunto, porém, revelou a existência de três paradigmas preocupantes. ...

Ler mais →